3
dez

Como se livrar das rugas da pele naturalmente

Elimine rugas : a nutrição é essencial para combater o envelhecimento da pele e os radicais livres.

Peixes, tomates, espinafre, ovos e frutas secas podem garantir inúmeras propriedades capazes de neutralizar o envelhecimento da pele . Na verdade, existem alimentos que nunca devem faltar na alimentação para neutralizar a formação de rugas.

É sabido que, para ser belo por fora, é preciso antes de tudo ser belo por dentro. A pele é um verdadeiro espelho, capaz de refletir o estado de saúde. Para manter a pele jovem e radiante, deve antes de mais nada seguir os conselhos de uma alimentação saudável .

Existem, de fato, alguns alimentos anti-rugas verdadeiros que podem ser aliados perfeitos para prevenir o aparecimento de rugas e o envelhecimento da pele.

Externamente, só é possível captar o estado de saúde da pele e não dos órgãos internos como o fígado ou o coração. Portanto, é importante sempre seguir os conselhos certos para evitar a formação de rugas e bolsas sob os olhos . A aparência, o tom da pele e o seu brilho revelam muito sobre o estado de bem-estar dentro e fora do corpo.

No passado, de fato, os médicos costumavam fazer o primeiro diagnóstico observando a tez de um indivíduo, pois assim podiam determinar se o paciente tinha anemia, hepatite ou outras patologias. Foi demonstrado que um estilo de vida correto e uma dieta saudável eles podem ajudar a eliminar rugas.

Além disso, desta forma também é possível restaurar a funcionalidade correta do corpo. Nesse ponto, tudo o que resta é descobrir quais alimentos são essenciais para prevenir o envelhecimento da pele. Dos alimentos é possível absorver os nutrientes necessários ao bem estar da pele, cabelos e unhas. Todos esses alimentos fazem parte da dieta mediterrânea .

Existem vários hábitos e coisas que você faz todos os dias que o fazem envelhecer mais cedo . Prevenir o envelhecimento da pele com os alimentos certos torna-se essencial para o seu bem-estar, e o octagen hidrolisado funciona muito bem para eliminar as rugas juntamente com esses alimentos.

Em primeiro lugar, é necessário seguir uma dieta baseada no consumo de frutas, vegetais, carboidratos e cereais , incluindo também carnes, peixes e gorduras para garantir as necessidades energéticas adequadas do organismo. A nutrição, para ser saudável, deve ser equilibrada e equilibrada.

As proteínas ajudam a tonificar a pele e promovem a absorção do ferro, essencial para o bem-estar das unhas e dos cabelos. Porém, tenha cuidado, pois o consumo excessivo de proteínas pode causar o efeito contrário e danificar a pele, desidratando-a.

O peixe é uma excelente fonte de ômega 3 e favorece a saúde da pele mesmo com psoríase ou dermatite. Por outro lado, as frutas e vegetais da época garantem propriedades antioxidantes , essenciais para a eliminação de rugas.

Em vez disso, as leguminosas contribuem para diminuir a absorção de açúcar e trazem proteínas de origem vegetal.

Especiarias , como gengibre, raiz-forte, açafrão e pimenta também não devem ser subestimadas . Estes últimos são uma excelente alternativa ao sal e permitem dar sabor aos alimentos de forma saudável, garantindo propriedades antioxidantes.

O truque para eliminar as rugas é comer um pouco de tudo e sempre tentar variar os alimentos. Também é aconselhável consumir frutas secas e ovos, pois são ricos em vitamina E, enquanto a vitamina C está contida em frutas cítricas.

Além disso, uvas vermelhas, vinho tinto, cebolas e maçãs não podem ser excluídos . Estes últimos, em particular, contêm quercetina, essencial para prevenir o envelhecimento da pele.

O espinafre, por outro lado, é rico em luteína e garante inúmeras virtudes como a maioria dos vegetais, incluindo repolho, alho-poró e brócolis.

O grão de bico, a soja e o chá verde são um verdadeiro anti-hemorrágico natural, graças ao alto teor de vitamina K. Para promover a renovação da pele é aconselhável levar também peru, salmão e farelo, pois contêm um alto teor de vitamina K. taxa de vitamina B3 .

15
set

Dicas para combater a queda de cabelo naturalmente

Com o passar do tempo, muitos homens podem ser afetados por forte queda de cabelo ou alopecia. É normal perdermos o cabelo todos os dias, pois faz parte do seu curso de crescimento.

No entanto, às vezes cai excessivamente como consequência de múltiplos fatores, como genética, hormônios, doenças ou uso de alguns medicamentos.

Embora também possa ocorrer em mulheres, é mais comum em homens, devido a causas genéticas e em idosos.

Se você está enfrentando esse problema, tem duas maneiras: deixar a calvície seguir seu curso sem tratá-lo ou tentar escondê-lo, ou adotar novos hábitos e aplicar tratamentos para tentar interromper ou atrasar o processo. Neste artigo, você encontrará todos os métodos disponíveis hoje para tratar a perda de cabelo.

O que é alopecia ou queda de cabelo?

A alopecia é a perda anormal da densidade capilar, é considerada sinônimo de calvície. É um problema muito frequente que pode afetar homens e mulheres, embora seja mais comum no primeiro.

Não é uma patologia exclusivamente estética, pois pode ter muitas causas. Além do couro cabeludo, pode afetar outras áreas da pele onde o cabelo existe.

A alopecia mais frequente é a alopecia androgênica, também chamada de calvície comum, causada pela ação de hormônios masculinos ou andrógenos no folículo piloso.

No entanto, também existem muitas variedades de alopecia que podem ser causadas por causas genéticas, má alimentação, uso de medicamentos, trauma ou certas condições da pele.

Com que idade passa?

Alopécia ou calvície androgênica pode ocorrer aos 20 ou 30 anos de idade, ou até mais cedo. Não existe idade inicial exata, uma vez que a predisposição genética influenciará, acima de tudo, o desenvolvimento das entradas.

Quais são os primeiros sintomas?

Um aumento excessivo na perda de cabelo é normalmente percebido.

No entanto, devemos ter em mente que o cabelo é renovado diariamente e, em condições normais, cerca de 100 cabelos são perdidos por dia; no entanto, na alopecia, a perda é maior.

No início, geralmente ocorre nas entradas ou na coroa. Outros sintomas podem ser coceira ou ardência no couro cabeludo.

Quando começa a calvície?

Embora geralmente comece a cair mais cedo, em indivíduos com quase 50 anos de idade, a calvície já é completa e irreversível e não há tratamento possível.

A glândula sebácea não pode ser modificada, portanto a produção de sebo não aumenta.

Causas de perda de cabelo

A perda de cabelo pode ter causas diferentes e podemos agrupá-las em razões genéticas ou maus hábitos de vida:

Razões genéticas

Perda de cabelo sazonal

Como você deve ter visto, o crescimento do cabelo varia de acordo com as estações do ano. No outono e inverno é quando podemos experimentar mais perda de cabelo.

Pelo contrário, no verão, tende a crescer mais facilmente.

Predisposição genética

Na alopecia androgênica, essa é geralmente a principal causa. É um distúrbio herdado que geralmente aparece gradualmente à medida que o indivíduo envelhece.

Nos homens, a linha do cabelo da testa diminui, enquanto nas mulheres há uma redução na densidade dos cabelos e na sua espessura.

Alterações hormonais

Os distúrbios hormonais também podem estar por trás da perda de cabelo. Por exemplo, se a testosterona não está em níveis adequados, ela se transforma em um hormônio derivado e a perda de cabelo começa.

Nas mulheres, a queda repentina na produção de estrogênio durante a gravidez, o parto, a menopausa e os problemas da tireóide pode causar queda de cabelo.

Maus hábitos

O estresse

É muito comum em muitas pessoas notar uma redução na densidade do cabelo, ou que se torne mais fino e quebradiço, durante ou depois de passar por períodos de alto estresse ou sofrer um forte choque emocional. Este tipo de perda de cabelo é temporário.

A alimentação

Uma dieta pobre também pode estar por trás da perda repentina de densidade capilar. Recomenda-se evitar o consumo de alimentos processados ​​e aumentar a ingestão de vegetais e frutas diariamente.

Proteínas de diferentes fontes e grãos integrais também não devem ser esquecidas.

Shampoos não recomendados

Muitos shampoos de baixa qualidade ou o uso excessivo de produtos para pentear os cabelos podem causar perda de cabelo devido à quantidade de ingredientes químicos que eles contêm.

Por outro lado, alguns tratamentos para modificar o padrão natural do cabelo são muito abrasivos e podem causar perda de cabelo.

Remédios para alopecia

Para promover um forte crescimento do cabelo e manter uma boa saúde do cabelo, é necessário ter hábitos de vida saudáveis. Evite tabaco e álcool, tente dormir pelo menos 7 ou 8 horas por dia, evite a exposição excessiva ao sol.

Existem remédios naturais como a antralina que ajuda no combate da queda de cabelo e ainda fortalece aqueles fios que estão fracos, além desse produto natural, ainda tem outras opões.

Mudar shampoo

Tente cuidar de seus cabelos e use produtos de qualidade com ingredientes naturais que, além de alcançar uma higiene completa do couro cabeludo, forneçam os nutrientes e a hidratação necessários para contribuir para o seu crescimento saudável.

Coma melhor

Nós somos o que comemos; portanto, para melhorar qualquer condição, a primeira coisa é começar a comer bem.

No caso da alopecia, recomenda-se consumir alimentos ricos em vitamina A, que favorece a oxigenação das células foliculares e é responsável por impedir a secagem das glândulas sebáceas.

Também é recomendável ingerir vitamina B6 e B12 se quisermos manter o cabelo em perfeitas condições. Incorpore ovos à sua dieta, muitas frutas e legumes, leite e azeite.

Recomenda-se ingerir as quantidades recomendadas de peixe, carne, fígado, frango, legumes, nozes.

Por outro lado, outro bom tratamento natural para perda de cabelo é a vitamina C, que você pode encontrar em kiwi, frutas cítricas, espinafre e brócolis.

Óleo de rícino

O óleo de mamona é conhecido por seus benefícios para o crescimento do cabelo e para o tratamento da alopecia. É rico em ácidos graxos e nutrientes. Seu alto conteúdo de ômega 9 estimula a circulação sanguínea e promove um crescimento forte e saudável. Além disso, fornece propriedades únicas ao couro cabeludo para nutrir os folículos capilares.